2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco I e II

2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco I e II

2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco I e II

Mais uma vez Uberlândia é sede de um grande evento da Pesca Esportiva no Brasil. Com presenças ilustres de grandes nomes do segmento o 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco I e II promete grandes emoções e ótimas pescarias. vejam o regulamento abaixo.

REGULAMENTO

Art. 1: DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1.1: Apoio: IEF, ASPESCA, TUCUNAZUL, CATERVA, PESCARIA BRASIL

1.2: Iniciativa, Organização e Direção: André Reis, Paulo Antônio (Skol) e Ronivan Ribeiro.

Art. 2: DOS OBJETIVOS:

2.1: Divulgar o potencial turístico do lago de “Capim Branco I e II, no município de Uberlândia-MG”;

2.2: Desenvolver o potencial turístico da Pesca Esportiva com seriedade, qualidade e técnicas que exigem o segmento;

2.3: Desenvolver a consciência ecológica dos pescadores do município e dos turistas através da divulgação e práticas que normatizam a Pesca Esportiva visando, principalmente, ao combate do uso de materiais e atitudes poluentes e predatórias;

2.4: Despertar e sensibilizar autoridades federais, estaduais e municipais, para a normatização e criação de leis específicas para o segmento da Pesca Esportiva.

Art. 3: DA SUPERVISÃO:

A supervisão legal estará a cargo do IEF – Instituto Estadual de Florestas.

Art.4: DA PROGRAMAÇÃO:

4.1: O Torneio será realizado no dia 19, no dia 20 de Março as premiações (ver 4.4;)

a) A largada se dará às 07:h 00min e seu término às 17:h30min. Tolerância até às 17h45min (chegada obrigatória no ponto de largada);
b) A equipe que se apresentar completa e barco n’água até às 6h30min receberá uma bonificação de 50 (cinquenta) pontos;
c) A equipe que colocar o barco após às 7:h 00min perderá 50 (cinquenta) pontos na
somatória da pontuação; MOTIVO: Valorizar os fiscais das outras equipes;

* A largada se fará com 2 barcos conduzindo todos os competidores. O 1º barco conduzirá os motores acima de 40HP, até a parte mais larga do lago. O 2º barco conduzirá os motores abaixo de 40HP até a parte mais larga do lago. Com fogos de artifício serão dadas as largadas. O alinhamento das embarcações será feito 10 minutos antes de cada sinal dos fogos. Medidas estas por motivos de segurança ao evento.
* Dez minutos antes do término da prova será dado um sinal sonoro (com fogos) e outro no final da prova às 17h45min horas. A partir de então não mais será permitida o recebimento de crachás para medição de peixes, para efeito, de pontuação;
d) Somente poderão participar das premiações as equipes que cumprirem a carga horária mínima de 6 (seis) horas de pescaria;
e) A fiscalização nas embarcações será feita a qualquer momento durante a prova, por pessoas credenciadas;
f) O árbitro terá poderes para retardar ou antecipar a prova, desde que o ato seja comunicado aos participantes e com justificativa pertinente;
g) No decorrer da competição o Diretor de prova ou outro fiscal responsável, estará
no lago embarcado com total autonomia para fiscalizar as embarcações;
h) É de responsabilidade total da equipe a documentação da ARAIS, os organizadores não se responsabilizam por possíveis fiscalizações;

4.2: O local da prova será no lago de Capim Branco II, RECANTO DAS ÁGUAS, no município de Uberlândia-MG;

a) O local de medição dos peixes será único, no local da largada, a área será delimitada e relógio aferido, à vista de todos;
b) O pescador da equipe, ao chegar ao local da medição, entregará seu crachá e ficará aguardando a chamada para que seus peixes sejam apresentados e fotografados; a não apresentação da documentação necessária (crachá, etc…) , acarretará a não validação dos exemplares.

4.3: No dia 16, através dos sites http://www.tucunazul.com.br, http://www.caterva.com.br, http://www.pescariabrasil.com.br, Maré Mansa ( c/a Leo ) e outros locais das inscrições, ocorrerá a divulgação do sorteio do co-pescador e suas respectivas embarcações. O não comparecimento do Capitão da equipe implicará na aceitação das decisões tomadas pela equipe da organização;

4.4: No dia 20 de Março de 2011, no local da largada, impreterivelmente às 08h:30mim será feita a divulgação do resultado, as premiações e sorteios de brindes, por ocasião do cerimonial de confraternização, que encerrará às 10h30min;

NOTA: Face ao acerto com o patrocinador oficial do evento, CERVEJA HINEKEN, no local da realização deste, será proibida o consumo de outra marca de cerveja. Pedimos a compreensão, entendimento da parceria e colaboração de todos que forem usar a área oferecida para o Torneio e locais para o consumo de bebidas.

Art.5: DA COMPETIÇÃO:

5.1: O 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco, será exclusivamente do Tucunaré, onde será obrigatório o pesque-e-solte;

5.2: O 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco, consiste em pesca embarcada motorizada, na modalidade de arremesso;

5.3: Cada equipe poderá apresentar:

* Categoria OFICIAL: Até 6 (seis) tucunarés, sendo 4 (quatro) da dupla e 2 (dois) do co-pescador para serem medidos, valendo o descarte de 2 (dois) exemplares por equipe (pescadores e co-pescador)
*Categoria TURISMO: Até 4 (quatro) tucunarés para serem medidos;
**Na categoria OFICIAL, dos 6 (seis) peixes apresentados pela equipe de Pescador e Co-pescador, serão validados os 4 (quatro) maiores peixes apresentados para efeito da premiação;
**Na categoria TURISMO, serão validados os 4 (quatro) tucunarés para efeito de pontuação;
-Peixes de 25 cm até 39.9 cm = Comprimento multiplicado por 10;
-Peixes de 40 cm até 49,9 cm = Comprimento multiplicado por 15;
-Peixes de 50 cm até 59,9 cm = Comprimento multiplicado por 20;
-Peixes de 60 cm e acima = Comprimento multiplicado por 25;

5.5: Os peixes deverão apresentar tamanho mínimo de 25 (vinte e cinco) centímetros, estarem vivos e em condições de soltura, isentos de qualquer sinal que indique outras formas de pescar diferente da permitida, sob pena de desclassificação do exemplar ou da equipe;
* Caso algum peixe apresentado não tenha condições de soltura, “Peixe boiar” o mesmo será desclassificado e não poderá ser substituído;

5.5.1: A apresentação de peixes mortos ou acima do limite pré-estabelecido desclassificará a equipe de imediato.

5.6: Cada equipe deverá utilizar de uma única embarcação durante a prova, com motor a combustão e outro elétrico da sua livre escolha;

5.7: As embarcações das equipes deverão ser identificadas por números, onde favorecer melhor visibilidade para identificação da mesma;

5.8: Durante a pescaria deve ser respeitada uma distância mínima, aproximada de 50 (cinqüenta metros) entre as embarcações;

5.9: Os equipamentos de uso permitidos, são:

a) Ecobatímetro e/ou GPS;
b) Carretilhas, molinetes ou fly de qualquer tipo, tamanho ou peso, carregados com linhas de diâmetro livre;
c) Iscas artificiais de qualquer tipo;
d) Varas de qualquer tipo ou tamanho, não havendo limites de varas montadas na embarcação;
e) Puçá para recolhimento do peixe.

Art.6: DOS COMPETIDORES:

6.1: É dos competidores a obrigação de:

a) Cumprir e fazer cumprir o regulamento;
b) Fiscalizar a medição dos peixes da embarcação, assinando as anotações do árbitro;
c) Usar apenas iscas artificiais;
d) Manter comportamento cortês perante os demais competidores, árbitros e público presente;
e) Compete ao Capitão da embarcação: Fazer com que sejam respeitados os direitos do co-pescador que estiver pescando em sua embarcação, inclusive o posicionamento do mesmo na embarcação. Também lhe compete fiscalizar e assinar a medição dos peixes do co-pescador, relatando algum fato pertinente à prova, se for o caso;
f) Compete ao Co-pescador: Fiscalizar e assinar a medição dos peixes da dupla, relatando algum fato pertinente à prova, se for o caso;
g) No decorrer do Torneio os competidores deverão estar usando a camisa do evento, sob pena de não receber as premiações e os brindes dos sorteios; em função do Torneio ser filmado, compromisso com os patrocinadores e o valor de cada camiseta.

6.2: Fica vetado aos componentes da equipe:

a) O uso de iscas naturais;
b) O uso de mais que uma isca municiada com anzóis por vara;
c) Abordar ou deixar-se abordar por outras embarcações que não sejam as do árbitro ou fiscais do torneio;
d) Jogar lixo no lago ou em suas margens;
e) Ingerir bebidas alcoólicas em excesso, caracterizando embriaguez;
f) Utilizar qualquer material ou equipamento predatório para a pesca, além dos permitidos para prova;
g) Permitir que qualquer pessoa não inscrita no torneio possa auxiliar de qualquer forma na captura do peixe;
h) Encostar sua embarcação na margem, exceto para medição dos peixes no local indicado pela organização, onde apenas um da equipe poderá descer do barco;
i) Abandonar o local da prova ou barco, antes do término, sem autorização do árbitro, por escrito, sob pena de desclassificação da equipe;

6.3: Será desclassificada a equipe que:

a) Alterar a medida dos peixes apresentados;
b) Apresentar para medição mais que os peixes permitidos, na sua categoria;
c) Prejudicar os concorrentes com manobras escusas dentro ou fora do barco;
d) Manter comportamento não condizente com as regras elementares do convívio social, bem como desacato ou agressão aos competidores, autoridades e o público presente;
e) Transgredir quaisquer regras contidas neste regulamento.

Art.7: DAS INSCRIÇÕES:

7.1: Locais das Inscrições:

Maré Mansa – 34-3214-2960 c/ a Leo
Barcos Metalforte –34-3236-3500

CONTA PARA DEPÓSITO:
Caixa Econômica Federal:
Ag. 1910 Op. 013 C.C. 45396-1
2º Torneio N. Pesca Esportiva T.M.
O depósito deverá ser identificado

Até dia 11 de Março R$ 200,00 por equipe. Após dia 11 de Março, somente serão aceitas as inscrições para a categoria Turismo

Equipe com moradia e DOMICILIADO, que estiver acima de 500km de distância de Uberlândia, terão 50% de descontos em sua inscrição. Não será considerado 01 única pessoa, É A EQUIPE (conforme compromisso em 1º Torneio 2010)

7.2. O valor da inscrição refere-se também à categoria TURISMO

7.3: As equipes categoria OFICIAL serão formadas por três integrantes, podendo ser masculina, feminina ou mista;

7.4: A categoria TURISMO será formada por dois ou três integrantes , podendo ser: masculina , feminina ou mista

7.5: Em caso da impossibilidade de um dos integrantes da equipe não poder participar durante a prova, o mesmo poderá ser substituído, desde que seja oficializado antecipadamente;

7.6: No ato da Inscrição os participantes serão nomeados como Capitão, pescador e co-pescador (este irá pescar e representar a equipe em outra embarcação, escolhida por sorteio);

Art.8: DA CLASSIFICAÇÃO E PREMIAÇÃO:

8.1: Os troféus são confeccionados em aço inox escovado e polido.
*Serão 5 (cinco) as equipes classificadas na categoria OFICIAL, 1º ao 5º colocado, com três troféus para cada equipe.
Na categoria TURISMO, (desde que tenha superior a 10 (dez) duplas), cada equipe classificada nos 1º, 2º e 3º colocado receberá três troféus por equipe. FACE AO VALOR DE CADA TROFÉU, É NECESSÁRIO UM NÚMERO MÍNIMO DE PARTICAPANTES.
* Maior Tucunaré um troféu para o pescador que o capturou.
* Maior Traíra acima de 40cm: um troféu para o pescador que a capturou.
* Mérito Ecológico: Um troféu para a equipe que recolher maior volume de lixo no lago;

8.2: Premiação para a equipe campeã e 03 troféus
Premiação para as 04 melhores equipes colocadas e troféus
Sorteio entre as equipes que mediram e validaram pelo menos 01 peixe

As equipes que se classificarem do 1º ao 5º colocado, não participara do sorteio principal.
A EQUIPE QUE NÃO ESTIVER PRESENTE NO SORTEIO OU PREMIAÇÃO O PREMIO SERÁ REPASSADO PARA OUTRA EQUIPE;

8.3: A classificação será feita pela soma total da pontuação dos peixes apresentados e validados, considerando-se o bônus de chegada às 6:30hs, ou perda dos 50 pontos após às 6h31mim;
* Em caso de empate, ganhará a equipe que pescou o maior peixe;
* Persistindo o empate, ganhará a equipe que mediu o peixe primeiro;
* Para efeito de medição dos peixes, serão consideradas as extremidades cefálica e caudal.

Art.9: DA LEGISLAÇÃO E SEGURANÇA:

9.1: Todos os competidores deverão ter seus barcos em condições de navegabilidade, conforme as normas e instruções da Marinha Brasileira;
Parágrafo (g) É de responsabilidade total da equipe a documentação da ARAIS, os organizadores não se responsabilizam por possíveis fiscalizações da Marinha;

9.2: Todos os barcos deverão portar remos e motor elétrico, de acordo com o seu tamanho;

9.3: Todo competidor deverá ter a licença de pesca amadora embarcada; emitida pelo IEF e Ministério da Pesca e Aqüicultura, retirado pela internet. O evento será fiscalizado pelo I.E.F. e Polícia Ambiental.

9.4: É obrigatório o uso de coletes salva-vidas;

9.5: Todas as embarcações receberão 3 (três) sacolas para lixo em seu barco no ato da inscrição ou antes da largada;
O kit de camisetas, adesivos, regulamento será entregue no local da sua inscrição;
Os que fizeram via internet, deverão retirar seu kit até 6ª feira dia 18 até 12:00h;

9.6: A segurança geral será de competência da Polícia Militar e Bombeiros;

9.7: Para controle da segurança, todos os barcos que forem competir ou trabalhar no reservatório, deverão comunicar ao árbitro, sua saída e seu retorno;

9.8: Após as 18(dezoito) horas, no caso do não comparecimento de alguma equipe, será acionada a segurança do evento para proceder ao socorro, o qual estará condicionado à realidade do momento;

Art.10: DAS AUTORIDADES E COORDENAÇÃO:

10.1: A comissão organizadora do 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco, designará uma equipe para coordenação e orientação aos competidores e a competição. Para o controle e direção das provas estarão nomeadas as seguintes autoridades;

a)Árbitros: Com a função e autoridade para fazer cumprir este regulamento e aplicar as penalidades cabíveis, decidindo todas as questões que lhe forem submetidas pela coordenação geral, sendo inapeláveis suas decisões;
b) Diretor Geral: Compete a ele controlar, anotar e receber as medidas dos peixes nas planilhas;
c) Diretor de fiscalização: Coordena o sistema de fiscalização da competição e exige o acatamento às disposições do regulamento;
d) Fiscais: Assessoram os diretores de fiscalização e medição e, também, controlam as embarcações durante a prova;

Art.11: DAS DISPOSIÇÕES COMPLEMENTARES:

11.1: Os participantes autorizam o uso de suas imagens e som de voz, em qualquer tipo de mídia, relacionadas ao 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco, posterior ao mesmo também;

11.2: A cargo da comissão organizadora, o programa ou o regulamento poderá ser alterado através de aditivos, desde que em tempo hábil de comunicação aos participantes;

11.3: Os organizadores, o Recanto das Águas e autoridades do evento não se responsabilizam por acidentes em embarcações e veículos, perdas, roubos, ou quaisquer tipos de danos materiais ou corporais ocorridos com os competidores, acompanhantes e espectadores, antes, durante e após o evento;

11.4: O pescador que venha a praticar ato doloso durante o evento terá como pena: advertência ou exclusão dos torneios promovidos pela comissão organizadora deste evento;

11.5: Caso a comissão organizadora venha a recusar alguma inscrição, cabe ao competidor ou equipe o direito de impetrar recurso, junto à comarca de Uberlândia-MG, até o dia 17 de Março de 2011;

11.6: A equipe ou ganhador responsabiliza-se pela retirada do prêmio após o seu recebimento;

11.7: A comissão organizadora, juntamente com os Árbitros, julgará os casos omissos do 2º Torneio Nacional de Pesca Esportiva do Triângulo Mineiro Capim Branco;

11.8: A efetivação da inscrição implica em que o participante conheça e concorde com todo o conteúdo deste regulamento.

É DE TOTAL RESPONSABILIDADE E OBRIGAÇÃO DAS EQUIPES MANTER AS BOAS CONDIÇÕES DOS EXEMPLARES CAPTURADOS.

About Pescador