1ª Feira de Pesca e Náutica do DF

1ª Feira de Pesca e Náutica do DF

1ª Feira de Pesca e Náutica do DF

Brasília sedia entre os dias 30 de junho e 3 de julho a 1a Feira de Pesca & Náutica do Distrito Federal. O evento, que acontece na Vila do Tênis, reúne dezenas de empresas expositoras de náutica, pesca, turismo, órgãos do governo e entidades como a Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (ANEPE). Entre os convidados, personalidades do setor como Giovane Papa (apresentador do programa Pescar e Preservar, fundador do Tucunas Sport Fishing e do Xfishing), Nelson Nakamura (um dos precursores e adeptos da pesca com iscas artificiais, sócio da Lucky Moldes e apresentador do programa Pesca Alternativa), além do desenhista e ilustrador Kid Ocelos, que vai demonstrar o FlyFishing.

De acordo com levantamento realizado pelo Sebrae em 2010, a pesca esportiva nacional movimenta anualmente cerca de um bilhão de reais e é responsável por 200 mil empregos diretos e indiretos no país. O setor mostra a sua força e cresce a taxas constantes de 30% ao ano. Mas há ainda um grande potencial de crescimento desta prática no Brasil devido à extensa bacia hidrográfica; a grandiosidade de sua costa e a imensa diversidade de espécies nativas propícias para a pesca amadora esportiva.

A pesca recreativa constitui um relevante segmento do setor turístico, estimulando a organização de viagens, excursões e pacotes turísticos exclusivos. O turista, quando sai para pescar, gasta em média oito vezes mais do que o turista comum. Segundo a Embratur – Empresa Brasileira de Turismo – mais de seis milhões de brasileiros já podem ser considerados pescadores contumazes. Desses, cerca de 250 mil são pescadores licenciados.

E por que realizar em Brasília, em pleno planalto central, no coração do cerrado, uma feira de pesca e náutica? Simples. A cidade possui a terceira maior frota náutica do país e a maior relação entre habitantes e número de embarcações. Apesar da ausência do litoral, Brasília tornou-se um dos maiores celeiros náuticos do Brasil. O Lago Paranoá abriga mais de 10 mil naus que percorrem suas águas, que atualmente possuem mais de 90% de balneabilidade. Uma das taxas mais altas do Brasil quando se fala em água própria para banho.

Em função da revitalização do Paranoá iniciada em 1994, empresas e empreendimentos focaram seus negócios às margens do lago artificial. O reflexo proporcionou o rápido crescimento do setor náutico na capital federal. Associada ao alto poder aquisitivo da população (mais de 40% dos moradores do Plano Piloto pertencem às classes A e B) o boom do mercado náutico em Brasília é surpreendente. Por isso, durante a feira serão realizados competições de pesca mirim e também do I Grande Torneio de Pesca Náutica do DF.

O evento também aborda a relação entre o setor e a biodiversidade brasileira. Uma das ligações mais harmoniosas entre mercado náutico e ecologia acontece por meio da pesca esportiva que proporciona a captura de espécimes sem prejudicar o ciclo e o equilíbrio ecológico. Desta forma a feira promove nos dias 30 de junho e 1º de julho o Simpósio Biodiversidade Brasileira, que abordará o tema Segurança Náutica e Preservação Ambiental.

Entre os palestrantes o ambientalista e apresentador do programa Aventura Selvagem, Richard Rasmussen; Alba Evangelista Ramos, chefe do Núcleo de Reabilitação Ambiental da Secretaria de Estado de Agricultura Pecuária e Abastecimento do DF; o superintendente de Recursos Hídricos da CAESB, Fernando Starling; entre outros. As inscrições para o seminário podem ser feitas por meio do site do evento e são gratuitas.

Durante o encontro ainda serão realizados cursos e provas para retirada de Arrais amadora. Os cursos acontecem na quinta (30/6) e sexta (1/7) das 19h às 21h30 e as provas serão aplicadas pela Delegacia Fluvial do Distrito Federal.

Com um investimento de 800 mil reais, os organizadores da 1ª edição da Feira de Pesca & Náutica de Brasília esperam um movimento superior a R$ 1,6 milhões nos quatro dias de evento. Serão 2.800 m2 de área e mais de 200 profissionais envolvidos direta e indiretamente na produção da feira.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Tríplice Comunicação

About Pescador